30 de out de 2014

amorfismo físico

rede arte planetária
mineral natural água da fonte
curta todos os seus sonhos 
colchões duplex
hora de morfar
enfia o campo elétrico no cobre
Vitória resistência
Viva em Vida
pra não alongar no módulo
meus fios atirados
barraca atrás do armário
não durmo ensacado há dias
ma toalha amarela enxuga
que o tempo ainda não marcou
o peito aberto 
a turbulência.

Nenhum comentário: