25 de ago de 2012

Di-va-gando

Alcoolicamente
álcool
Alocando o cérebro em sua posição
                                          [allegro
Aloprando com as células nervosas
Alimentando o destemor
Aliviando o horror
Em suas colocações honrosas
Na liberdade da sua língua
No olhar turvo da liberdade
Paixões e saudade
Comemoro a fermentação
A destilação
Comemoro também
Se tudo passar como um tufão
Se correr com o relógio
Se parar para sempre
Ainda assim teremos aproveitado
É a droga de Deus
É a alegria dos comedidos
É a festa dos reacionários
A cantoria dos mudos
A violência dos mansos
Espera tudo
Fique comigo
Faça-me feliz
Sem se importar com o amanhã

Nenhum comentário: