30 de ago de 2012

O grito

O sol vislumbrou seu grito desesperado
O mesmo sol que esquentava a careca do seu vizinho
Seu grito repetiu-se
Mas continuava mais baixo
Que o barulho de motor dos carros
Pois ainda não eram elétricos

Poderia gritar mais alto
Alguém certamente lhe escutaria
Contudo teve uma ideia melhor
Sussurrou.

Nenhum comentário: